Serviço de Animação Litúrgica cruz WhatsApp: (17) 3512-9014
liturgia@liturgia.pro.br


ATENDIMENTO
de 2ª - 6ª das 13:30 - 17:30
 
 
PÁGINA INICIAL  |  QUEM SOMOS  |  ARTIGOS SERGINHO VALLE  |  PEDAGOGIA DO MÊS  |  DIRETÓRIO LITÚRGICO  |  FALE CONOSCO
 
 

XXI - 2021

Acesso às Propostas

Renove, assine, faça seu pedido ou faça download das propostas aqui:
Esqueceu sua senha?
Clique aqui
Ainda não tem cadastro?
Clique aqui

Confirmar Pagamento

Enviar Confirmação

E-book's

Pastoral Lit├║rgica, uma proposta um caminho

Para adquirir este ou outros e-book's, acesse a central do assinante e faça o seu pedido

Avisos

PROPOSTAS NOVEMBRO DE 2021

 

Comunicamos que 

As propostas de
NOVEMBRO/21 JÁ ESTÃO DISPONÍVEIS NO SISTEMA.
 
Se não estiver conseguido acesso é possível que sua assinatura tenha expirado. Fale conosco!!
 
Estamos operando com nova plataforma para BOLETO/CARTÃO: ASAAS. 
 
Temos também a transferencia por PIX.
 
Número PIX: CPF 443.599.189-68.
 
Ou aponte a camera do seu app do BANCO para nosso QR code abaixo:
 
 
QRCode Pix Sal
 
Não esqueça de avisar por e-mail liturgia@liturgia.pro.br 
quando optar pelo QR code. Neste caso, informe seu código de asssinante e seu banco. Qualquer dúvida comunique!
Att.
Ana
Whatsapp 17-35129014
veja todos

Diretório Litúrgico


Diretório Litúrgico 

O Ano Litúrgico

A Liturgia...
Leia Mais

veja todos

 

Celebrações Especiais

Missa de Bodas Matrimoniais
Leia Mais

Novena do Padroeiro
Leia Mais

Semana vocacional - Grupos
Leia Mais

Semana vocacional - Liturgia da Palavra
Leia Mais

 
Qual o sentido da vida?
03 de agosto de 2013

Mês vocacional 

O sentido da vida 
Na Igreja do Brasil, agosto é “mês vocacional”. É convite para rezar e refletir sobre vocação como chamado de Deus em vista do serviço evangélico. Um tempo também especial para falar de vocação, para entrar no espaço das escolhas existenciais, no campo das opções de vida, com uma pergunta bem definida: como viver para que minha vida tenha sentido? Uma pergunta com um sentido especialmente importante para os jovens, mas que deverá ser feita por todos que já se encontram no caminho da vida há mais tempo. 

Uma primeira resposta à questão sobre o “sentido da vida”, sobre como sentimos o sabor da vida consiste e entender que o sentido da vida não está em gastar toda a existência acumulando riquezas, porque estas não conseguem acrescentar nada à vida. O sentido mais autêntico da vida consiste em buscar as coisas do alto, em Cristo e no seu Evangelho, pois deste modo nos tornamos ricos diante de Deus e herdeiros do tesouro da vida eterna. É o enfoque que estamos sugerindo para o 21DTC-C, para que no Domingo dedicado às vocações sacerdotais, seja celebrado como projeto de entrega total a Deus pela renúncia aos projetos do mundo. 

A busca do sentido da vida, a partir da proposta religiosa de buscar e encontrar Deus, que contextualiza bem a proposta vocacional de todo o mês de agosto, fundamenta-se essencialmente na fé e no crescimento da fé. Por isso, o compromisso que assumimos  de contextualizar uma celebração mensal no enfoque da fé encontra no 19DTC-C um momento privilegiado, graças ao âmbito da 2ª leitura, propondo aos celebrantes modelos bíblicos da perseverança na fé. O contexto do “Ano da Fé” toma conta da realidade deste Domingo, especialmente a partir da 2ª leitura, com um grande incentivo a considerar como homens e mulheres viveram a fé e servem de exemplos a todos nós, para que a vivamos do mesmo modo em nossos dias, especialmente em nossas famílias. No Domingo dedicado aos pais e que dá início à “Semana da Família”, a fé é luz que ilumina os pais, as famílias e todos que desejam encontrar um sentido mais profundo para suas vidas.

Confiança em Deus 
Outro elemento importante, no contexto vocacional de Agosto, é a confiança. Exemplar nesta confiança é o modo como Maria vive sua vocação diante de Deus e diante das pessoas, especialmente as mais necessitadas, simbolizadas na idosa e grávida Isabel. Na proposta celebrativa da Solenidade da Assunção de Maria, nosso contexto celebrativo considera que a gravidez de Maria fez dela a “Arca” que continha a vida divina e a tornou digna de participar da festa nupcial do Rei como nossa intercessora. É uma celebração de uma grande riqueza espiritual pois, se de um lado podemos contemplar as maravilhas que Deus realizou na vida de Maria, de outro lado, é uma celebração que se caracteriza como proclamadora da esperança de participar plenamente da vida divina. A exemplo da celebração do Domingo anterior, contextualizada no “Ano da Fé” (19DTC-C), voltamos a sugerir a contextualização da Solenidade da Assunção de Nossa Senhora na proposta do “Ano da Fé”, iluminando-se na fé como confiança em Deus, considerando a humildade de Maria como condição indispensável para acolher o projeto divino na vida pessoal.

Conclusão 
As celebrações de Agosto se concluem com um grande convite, no 21DTC-C: todos os povos são convidados para o grande louvor a Deus, pela sua Salvação, reconhecendo que somente ele é o Senhor e que seu amor para conosco é eterno. A condição para participar desse “banquete de louvor” é a perseverança na fé e o acolhimento das correções divinas para passar pela “porta estreita” da Salvação. Uma celebração com ar de admoestação, uma espécie de “chamado de atenção”, para verificar para onde dirigimos nossas vidas, voltando assim ao questionamento inicial que propomos para este “Mês Vocacional”, sobre o sentido de nossas vidas. Uma pausa em nossa caminhada para rever os passos e a direção dos passos, para considerar se as estradas nos conduzem à porta estreita da Salvação ou dela nos afastam.

Serginho Valle

Download
Tags: Mês vocacional, sentido da vida

VOLTAR