Serviço de Animação Litúrgica cruz WhatsApp: (17) 3512-9014
liturgia@liturgia.pro.br


ATENDIMENTO
de 2ª - 6ª das 13:30 - 17:30
 
 
QUEM SOMOS   |   ARTIGOS SERGINHO VALLE   |   PEDAGOGIA DO MÊS   |   DIRETÓRIO LITÚRGICO   |   DEPOIMENTOS   |   FALE CONOSCO
 
 

XXII - 2022

Acesso às Propostas

Renove, assine, faça seu pedido ou faça download das propostas aqui:
Esqueceu sua senha?
Clique aqui
Ainda não tem cadastro?
Clique aqui

Confirmar Pagamento

Enviar Confirmação

E-book's

Pastoral Litúrgica, uma proposta um caminho

Para adquirir este ou outros e-book's, acesse a central do assinante e faça o seu pedido

Avisos

PROPOSTAS DE JULHO DE 2022

Comunicamos que :

As propostas de JULHO/22 já ESTÃO DISPONÍVEIS
NO SISTEMA. 
 
Para renovar ou fazer nova assinatura,
clique em um dos links, lembrando que para RENOVAÇÃO (caso saiba), adicione
código de acesso junto ao NOME.
 
 
ASSINATURA ANUAL:
 
ASSINATURA SEMESTRAL : 
 
Ou, Renove por PIX,
depósito tradicional, QRcode:    
 
- Número PIX: 44359918968;
- DEPÓSITO TRADICIONAL: 
Bradesco: ag 0023; cc 0131805-5
titular: Sergio Francisco Valle
Brasil: ag 0076-0 ; cc 9086-7 -
titular: Rosane Almada da Silva
-QRCode -  Aponte a camera
do seu app do BANCO
para nosso QR code abaixo:

 
 
Opção: PIX, Depósito
em banco ou QRCode
envie-nos comprovante
por e-mail ou por whatsapp:
*liturgia@liturgia.pro.br ;  
*17-35129014
 

Paz e Bem!
Ana
   

 

veja todos

Diretório Litúrgico


Diretório Litúrgico 

O Ano Litúrgico

A Liturgia...
Leia Mais

veja todos

 

Celebrações Especiais

Missa de Bodas Matrimoniais
Leia Mais

Novena do Padroeiro
Leia Mais

Semana vocacional - Grupos
Leia Mais

Semana vocacional - Liturgia da Palavra
Leia Mais

 
Pedagogia de outubro de 2016
27 de setembro de 2016
Liturgia e missão
 
Outubro é conhecido como mês missionário. É a proposta de uma oportunidade para as Equipes de Liturgia e as Equipes de Celebrações refletirem sobre Liturgia e Missão e sobre aspectos da missão da Pastoral Litúrgica na comunidade. Um tema a ser considerado e refletido a partir das muitas celebrações deste mês de outubro de 2016; seis ao todo.
 
A essencialidade da fé para a missão
O envio missionário coloca como exigência fundamental a fé, mesmo porque nem sempre o missionário tem clareza de sua missão, dado que o silêncio divino é grande e, por isso, nem sempre se manifesta de modo evidente qual missão deve ser realizada (27DTC-C). Mas, se de um lado existe o confronto com o silêncio de Deus, de outro lado, o mesmo 27DTC-C apresenta a humildade como condição indispensável para que o serviço missionário tenha êxito, principalmente quando este acontece dentro de um contexto social marcado pela corrupção e pela debilidade moral, como é caso de nossa Igreja, aqui no Brasil.
 
A missão de conduzir a Jesus Cristo
Outro elemento importante, no exercício missionário, consiste em reconduzir quem foi afetado pela lepra do pecado a voltar para Jesus, com ação de graças. Assim fez um dos dez leprosos curados por Jesus (28DTC-C). Nossa Pastoral Litúrgica tem a missão de ajudar os celebrantes a reconhecer Jesus como a fonte da Salvação para a humanidade, mostrando que nele está o modo de viver uma vida nova, pois purifica nossas vidas de todo tipo de lepra, seja de ordem corporal como espiritual.
É neste contexto que também entendemos a celebração de Nossa Senhora Aparecida, neste ano com o tema: “Rosto misericordioso de Maria”. Ela é considerada o exemplo de missionária da Igreja, seja pela sua humildade – uma das condições imprescindíveis do missionário (27DTC-C) – seja pela sua dedicação de mostrar o rosto misericordioso de Deus a quem está necessitado, como aconteceu nas Bodas de Caná. Nós que atuamos na Liturgia, somos convidados a agir do mesmo modo: através de nossas celebrações, de modo humilde e serviçal, mostrar o rosto misericordioso de Deus aos celebrantes.
 
Missão e oração
Nenhuma atividade missionária pode prescindir da oração. Esta é outra força da missão e da Pastoral Litírgica para o bom êxito da atividade missionária, presente no 29DTC-C. Nossa atividade missionária como Pastoral Litúrgica, na maior parte das vezes se parece a Moisés, que não desce no campo de batalha, mas que faz o povo vencer a batalha enquanto estamos de mãos erguidas, orando pelo nosso povo.
Celebrações missionárias, marcadas pela simplicidade de nossas preces, pela humildade com que nos colocamos diante de Deus, como ensina o Evangelho do 30DTC-C. Uma Pastoral Litúrgica missionária, portanto, realizada na humildade do serviço evangelizador, sem a pretensão de contar vantagens e vangloriar-se de belas celebrações, mas celebrar humildemente para ajudar nossa gente a louvar e agradecer sempre a Deus com sinceridade, como o publicano no fundo do templo (29DTC-C).
            É também missão da Pastoral Litúrgica ter a capacidade de perceber aqueles que vergonhosamente buscam encontrar o Senhor, mas se sentem impedidos pela pequena estatura do respeito humano, pela baixa estatura da fé ou até mesmo, pela vergonha de estar numa igreja, como era o caso de Zaqeu (31DTC-C). É missão da Pastoral Litúrgica olhar para estas pessoas para apresentar-lhes Jesus.
Neste mesmo víeis, a missão da Pastoral Litúrgica de buscar aqueles que abandonaram nossas assembleias por considerá-las anônimas e frias, não para convencê-los que a Missa é um espetáculo de arte, mas para ajudá-los a se encontrarem com Jesus Cristo através de celebrações promotoras de encontro com Deus.
Serginho Valle
2016
Download
Tags: Liturgia e missão

VOLTAR