Serviço de Animação Litúrgica cruz WhatsApp: (17) 3512-9014
liturgia@liturgia.pro.br


ATENDIMENTO
de 2ª - 6ª das 13:30 - 17:30
 
 
QUEM SOMOS   |   ARTIGOS SERGINHO VALLE   |   PEDAGOGIA DO MÊS   |   DIRETÓRIO LITÚRGICO   |   DEPOIMENTOS   |   FALE CONOSCO
 
 

XXII - 2022

Acesso às Propostas

Renove, assine, faça seu pedido ou faça download das propostas aqui:
Esqueceu sua senha?
Clique aqui
Ainda não tem cadastro?
Clique aqui

Confirmar Pagamento

Enviar Confirmação

E-book's

Pastoral Lit├║rgica, uma proposta um caminho

Para adquirir este ou outros e-book's, acesse a central do assinante e faça o seu pedido

Avisos

PROPOSTAS DE JULHO DE 2022

Comunicamos que :

As propostas de JULHO/22 já ESTÃO DISPONÍVEIS
NO SISTEMA. 
 
Para renovar ou fazer nova assinatura,
clique em um dos links, lembrando que para RENOVAÇÃO (caso saiba), adicione
código de acesso junto ao NOME.
 
 
ASSINATURA ANUAL:
 
ASSINATURA SEMESTRAL : 
 
Ou, Renove por PIX,
depósito tradicional, QRcode:    
 
- Número PIX: 44359918968;
- DEPÓSITO TRADICIONAL: 
Bradesco: ag 0023; cc 0131805-5
titular: Sergio Francisco Valle
Brasil: ag 0076-0 ; cc 9086-7 -
titular: Rosane Almada da Silva
-QRCode -  Aponte a camera
do seu app do BANCO
para nosso QR code abaixo:

 
 
Opção: PIX, Depósito
em banco ou QRCode
envie-nos comprovante
por e-mail ou por whatsapp:
*liturgia@liturgia.pro.br ;  
*17-35129014
 

Paz e Bem!
Ana
   

 

veja todos

Diretório Litúrgico


Diretório Litúrgico 

O Ano Litúrgico

A Liturgia...
Leia Mais

veja todos

 

Celebrações Especiais

Missa de Bodas Matrimoniais
Leia Mais

Novena do Padroeiro
Leia Mais

Semana vocacional - Grupos
Leia Mais

Semana vocacional - Liturgia da Palavra
Leia Mais

 
Pedagogia de setembro 2016
31 de agosto de 2016

 Função da Palavra na Liturgia

 
            Neste mês temático dedicado à Bíblia sempre é importante refletir sobre a presença da Bíblia na Liturgia. Desta vez, a reflexão ilumina-se na função da Palavra na Liturgia, a partir das celebrações que celebraremos neste setembro de 2016. Trata-se de uma função essencial, considerando que é a Palavra que dinamiza cada celebração de modo diferenciado. Assim, se a Palavra proclama o chamamento ao discipulado (23DTC-C), toda a celebração será iluminada com a luz da proposta do discipulado. É a Palavra que irá propor as condições para se ingressar no discipulado, assumindo o projeto de Jesus, isto é, tomando a Cruz de Jesus Cristo para se colocar no seu seguimento.
            É a Palavra que movimenta os diversos momentos da celebração, propondo sentimentos divinos para divinizar cada um dos celebrantes. Assim, neste Ano Santo da Misericórdia, a Palavra mostra o coração misericordioso de Deus (24DTC-C) incentivando-nos a ter um coração semelhante, capaz de acolher até mesmo quem partiu de nossa família, mas volta arrependido, como narrado na bela parábola do Pai Misericordioso (E do 24DTC-C). É a Palavra que demonstra que Deus ama de modo misericordioso, propondo amar do mesmo modo.
            Como demonstrado nos dois aspectos apenas citados, do discipulado e da atitude misericordiosa, a Palavra na Liturgia tem também uma função eminentemente prática. Fazer-se discípulo de Jesus, por exemplo, é algo muito prático. Assumir como atitude de vida comportamento misericordioso é igualmente algo bem prático. Como também é prática a proposta da Palavra para assumir a ética cristã no relacionamento com o dinheiro, com os bens e com as riquezas (25DTC-C). A Palavra não condena o ter dinheiro, ter bens ou riquezas, mas pede um comportamento ético, ou seja, que exclua de modo completo a corrupção porque a corrupção é forma mais completa da idolatria do dinheiro e do poder. Isto se apresenta com uma frase muito conhecida de todos nós: “não podeis servir a Deus e ao dinheiro” (Lc 16,13).
            Ainda no contexto da ética cristã, a Palavra de Deus na Liturgia tem a função de orientar os celebrantes sobre o modo de se relacionar com todos, especialmente com os mais pobres e com os necessitados, os preferidos de Deus. Não se pode deixar o pobre morrer de fome, diz a Palavra do 26DTC-C, que conclui as celebrações Dominicais deste mês de setembro. É socorrendo os pobres e necessitados que testemunhamos de modo sublime e transparente nossa fé e a luz do Evangelho iluminando a nossa existência.
 
 
Conclusão
Todos os Domingos e em todas as celebrações a Palavra de Deus exerce sua função na Liturgia, mesmo porque não existe celebração litúrgica sem a proclamação da Palavra. Assim, compreende-se a força pedagógica da Palavra de Deus que instrui, conduz e alimenta os celebrantes indicando como vive o discípulo e discípula de Jesus.
 
Serginho Valle
2016
 
Download

VOLTAR