Serviço de Animação Litúrgica cruz WhatsApp: (17) 3512-9014
[email protected]


ATENDIMENTO
de 2ª - 6ª das 13:30 - 17:30
 
 
QUEM SOMOS   |   ARTIGOS SERGINHO VALLE   |   PEDAGOGIA DO MÊS   |   DIRETÓRIO LITÚRGICO   |   DEPOIMENTOS   |   FALE CONOSCO
 
 

XXII - 2022

Acesso às Propostas

Renove, assine, faça seu pedido ou faça download das propostas aqui:
Esqueceu sua senha?
Clique aqui
Ainda não tem cadastro?
Clique aqui

Confirmar Pagamento

Enviar Confirmação

Avisos

PROPOSTAS DE DEZEMBRO DE 2022

Comunicamos que :

As propostas de DEZEMBRO/22 já ESTÃO DISPONÍVEIS
NO SISTEMA. 
 
Para renovar, fazer nova assinatura ou pedidos avulsos
clique em um dos links, lembrando que se já cliente, adicione
código de acesso junto ao NOME.
 
 
ASSINATURA ANUAL:
 
ASSINATURA SEMESTRAL : 
 

PROPOSTA AVULSA (UMA): 
Clique aqui

PROPOSTA (DOIS 1ºs DOMINGOS):
Clique aqui

PROPOSTAS (DOIS UTMS DOMINGOS): 
Clique aqui

CELEBRAÇÃO PENITENCIAL ADVENTO
Clique aqui

NATAL DO SENHOR
Clique aqui

Ou

FAÇA PEDIDO POR PIX,  DEPÓSITO TRADICIONAL, QR code:

- Número PIX: 44359918968;
- DEPÓSITO TRADICIONAL: 
Bradesco: ag 0023; cc 0131805-5
titular: Sergio Francisco Valle
Brasil: ag 0076-0 ; cc 9086-7 -
titular: Rosane Almada da Silva
-QRCode -  Aponte a camera
do seu app do BANCO
para nosso QR code abaixo:
 
 
 
Opção: PIX, Depósito
em banco ou QRCode
envie-nos comprovante
por e-mail ou por whatsapp:
*[email protected] ;  
*17-35129014
 

Paz e Bem!
Ana
   

 

veja todos

Diretório Litúrgico


Diretório Litúrgico 

O Ano Litúrgico

A Liturgia...
Leia Mais

veja todos

 

Celebrações Especiais

Missa de Bodas Matrimoniais
Leia Mais

Novena do Padroeiro
Leia Mais

Semana vocacional - Grupos
Leia Mais

Semana vocacional - Liturgia da Palavra
Leia Mais

 
Fim dos tempos
26 de outubro de 2019

Fim dos tempos

A Pedagogia de novembro de 2019, dentro da particularidade das últimas celebrações do Ano Litúrgico, falam de fim de todas as coisas, de fé e de esperança. Celebrações pedagógicas, portanto, no sentido que conduzem os celebrantes a contemplar a finitude de todas as coisas, exceto a eternidade da santidade divina, da qual todos somos convidados a participar.

 
A realidade da morte
Do ponto de vista pedagógico, a primeira atitude da Liturgia, digamos assim, é colocar os celebrantes diante da realidade da morte. A única certeza que temos na vida, como se costuma dizer, é a morte como uma realidade inquestionável. Todos iremos morrer um dia. Para muitos, trata-se de uma realidade ameaçadora; possivelmente, todos iremos sentir algum desconforto ou medo quando estivermos cara a cara com a morte. Para suportar a ameaça da morte, diz a pedagogia litúrgica de novembro, é preciso cultivar a fé e a esperança.
O primeiro contato com esta dimensão da morte está na celebração pelos fiéis falecidos, celebrada no dia 2 de novembro (finados). É uma celebração que convida a rezar pelos falecidos, mas também para fortalecer a fé e a esperança cristãs e avaliar o modo como se vive nesta terra. Uma celebração para renovar a fé e a esperança na ressurreição pessoal. O mesmo tema, da morte e da fé e esperança na ressurreição dos mortos, retorna no 32DTC-C, quando a Liturgia professa a fé que somos destinados à ressurreição, porque viemos de Deus e para Deus somos destinados a voltar. Jamais se fala de reencarnação; sempre de ressurreição. Para isso, como que repetindo o temário da celebração de finados, o mesmo convite para celebrar a fé e a esperança na ressurreição pessoal porque somos destinados à vida eterna.
 
Santidade divina para a vida humana
            O segundo tema da pedagogia de novembro 2019 é aquele da santidade divina na vida humana. Uma verdade da nossa fé que nos traz grande alegria, porque somos destinados a participar da santidade divina. A santidade divina manifestada na vida humana é celebrada com alegria e com muita festa porque somos destinados a participar da vida divina em modo pleno (Todos os Santos).
            Outro elemento relacionado a este aspecto da participação na santidade divina é encontrado no 33DTC-C. É uma celebração que convida os celebrantes a viver na vigilância para não se perder a graça de poder participar da santidade divina. Diante do final de todas as coisas, a fé e a esperança ajudam-nos a compreender que as profecias apocalípticas, no sentido do termo, de revelação, não servem para intimidar, mas para fortalecer a vigilância em vista de viver eternamente no amor e na santidade de Deus.
 
Ação de graças
            Por fim, o último elemento é ação de graças. E esta encontra-se na Solenidade de Jesus Cristo, Rei do Universo. Louvor e ação de graças pelo ano litúrgico que está terminando. Louvor e ação de graças pela alegria espiritual de contemplar a realeza de Jesus Cristo a partir da sua Cruz que é, ao mesmo tempo, trono e fonte da santidade divina para a vida humana.
Serginho Valle
Agosto de 2019
 
Download

VOLTAR